Um filme dirigido por Murilo Salles com Leandra Leal.
Baseado na obra de Clarah Averbuck.

Até Leandra Leal virou panfleteira por um dia para divulgar o filme! A emocionada carta de Murilo Salles tem sido publicada em sites, blogs, comunidades no Orkut e até no jornal O Globo de hoje. Não é brincadeira o amor que o elenco, a equipe e os admiradores têm por "Nome Próprio". ;-)


Mobilize-se você também! Cadastre-se na nova rede social dedicada ao cinema, MovieMobz, e assinale "Nome Próprio" na lista de filmes que você gostaria de ver.

Update: Comentário interesantíssimo que Caesar publicou em nosso blog.

"O que me trouxe aqui não foi Leandra Leal nua, mas Leandra Leal metida numa camisa do Flamengo filipetando. Sempre achei que os atores da minha geração e de Leandra incorriam no mesmo erro: Esqueciam que Fernanda só é Montenegro pq trabalha há mais de 50 anos. Então, sempre fui contra querer agir como "achamos q é ser Montenegro" quando ainda se tem tanto a fazer. Ver Leandra filipetando, por estratégia de marketing ou não, fez me sentir menos só. Aí, li a crítica do filme e descobri do q ele trata. Desde 1999 venho escrevendo para teatro no Rio com o olhar na Internet, no paradoxo de estarmos com todo mundo e ainda assim, sós. E mais uma vez me senti menos só. Agora voltarei aqui pelo filme que assistirei neste fim de semana. Vida longa!"


É por aí mesmo, Caesar! É isso que faz de Leandra uma Atriz com A maiúsculo e não uma celebridade vazia. Ela acredita no que faz. Obrigada pelo seu comentário pertinente!

9 comentários:

Liz disse...

Oi,

Muito legal o blog também tenho um blog e proucuro parceria, que tal?

Me responda através de um comentário nem que seja só pra dizer não, certo?

entre no meu blog:

www.falaserioblog.blogspot.com

Fala serio

Anônimo disse...

adorei o blog nome próprio e vou assistir com toda certeza o filme!

Violet Scott disse...

Ai, estou adorando a mobilização toda. Contem comigo! Amanhã com febre ou sem, estarei no cinema.

Muito boa sorte nesta longa jornada. Vamos em frente... já me sinto parte desta equipe. Acho que isso é bom.

Beijo, VS.

Ryane Siqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ryane Siqueira disse...

É foda morar aí e não estar aí! Bem que Cuiabá podia ter alguma sala passando o filme... Espero mesmo que dê muito certo, porque no dia 30 vou direto do aeroporto pra alguma sala de cinema!
Aliás, antes eu tinha essa mania de ficar guardando as coisas, isso que é como um 'ciúme' de música, de palavras, de filmes e livros e blá blá blá Mas é besteira. Tenho acompanhado o blog faz tempo e acho que o cinema precisa disso, dessa literatura, dessa alma. Quero dizer, as pessoas precisam disso, precisam ver, sair do filme com aquela impressão de não serem mais as mesmas, que no final acabam descobrindo que não é apenas uma impressão. É claro que dá vontade de guardar tudo e as coisas com as quais a gente se identifica, mas ao mesmo tempo dá vontade de gritar pro mundo. Não é qualquer coisa que MERECE e TEM de ser gritada, mas Nome Próprio é (e talvez o seja quase por si só). Divulgo sim, e se estivesse em Sp estaria distribuindo papéis nas ruas pedindo pras pessoas assistirem ao filme. Falar pra todos os amigos e os amigos dos amigos irem, até porque nunca quis tanto voltar praí por alguma Arte. Já quis, mas não tanto.
Sinceramente? Nunca senti tanta vontade de ver um filme.

Nome Próprio disse...

Violet,

isso é ótimo! Vc praticamente escreve o blog junto com a gente. Lê todos os post, comenta todos eles, dá opinião. Vc já é parte da equipe de lançamento, tanto é que vou até cobrar. Cadê aquele texto perdido que vc disse que ira nos mandar?

Nome Próprio disse...

Liz,

parcerias de idéias, angústias, desejos, são sempre bem vindas. Escreva que escrevemos de volta!

Nome Próprio disse...

Que gostoso Ryane! Vc não sabe como é bom para nós que estamos tocando o blog e o lançamento ouvir isso. Concordamos inteiramente com vc. O processo de desnudamento da Camila no filme tem sido de todos nós da equipe. Seja no filme, seja no blog. E esse processo mexe, muda a gente mesmo.

Até o dia trinta!

Léo Bittencourt.

Clarissa disse...

Gente, pausa nos elogios do filme pra um momento-mulherzinha. Vocês aí do filme podem perguntar pra Leandra onde ela comprou essa camisa retrô do Flamengo ? tá tuuuuudo de bom.

Músicas de Camila